Garantir a qualidade das águas não é uma tarefa nada fácil e requer uma série de etapas e sistemas fundamentais durante o processo desenvolvido pelas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE). Portanto os sistemas de bombeamento merecem um destaque especial, uma vez que seria impossível realizar o tratamento de esgoto sem as bombas para ETE.

O tratamento de efluentes necessita da eficácia do sistema de bombeamento, pois o procedimento está presente em todas as etapas do processo. São as bombas para ETE  que fazem a transferência e a movimentação dos efluentes, desde a captação até o despejo do efluente tratado nos corpos d’agua. As bombas de ETE promovem a cinética necessária para os sistemas de tratamentos de efluentes, trazendo água bruta dos mananciais até as Estações de Tratamento de Águas, levando água tratadas das ETAs para os diversos logradouros das cidades, e depois coletando essas mesmas águas que retornam como efluentes paras ETEs.

A dosagem de produtos químicos é de responsabilidade do sistema de bombeamento nas Estações de Tratamento de Esgoto. Nas ETEs, dependendo se são físico-químico-biológico ou simplesmente biológico, as bombas dosam produtos químicos, re-circulam o lodo e bombeiam, em alguns casos, para rios e oceanos por meio de emissários.